fbpx

O que ter em mente antes de podar o jardim

deck de madeira, quiosque, quiosque de sapé, deck no jardim

O que ter em mente antes de podar o jardim

pergolado no jardim
Pergolado no jardim

Com a aproximação do outono, é hora de pensar na poda do jardim. Veja essas dicas e deixe sua área de lazer mais bonita o ano inteiro!

Ter um jardim bem cuidado é a meta de todo mundo que gosta de plantas. Elas dão mais vida ao ambiente, ajudam a regular o micro clima, aproximam o homem da natureza e valorizam qualquer decoração.

É o caso do pergolado de madeira, que ganha visual ainda mais diferenciado quando inserido entre espécies que realçam sua arquitetura. Da mesma forma, os decks de madeira ganham muito mais valor estético em um paisagismo bem cuidado.

No entanto, enquanto para uns cuidar do jardim é uma verdadeira terapia, não é todo mundo que acerta na poda de jardim pode não ser uma coisa fácil. Agora com a proximidade do outono inverno, é a hora certa para cuidar das plantas.

Veja o que ter em mente antes de começar os preparos do jardim na meia estação.

Por que a poda do jardim é importante

A poda ajuda as plantas a crescerem mais rápido, fortes, sadias e bonitas, por isso é preciso ficar atento a alguns detalhes.

A poda não deve ser feita na época da floração. Deixe que todas caiam e só então comece a eliminar galhos, mas não muitos. O ideal é fazer o que chamamos de poda mínima: remover apenas ramos e galhos murchos e secos.Procure também limpar o solo retirando o que está caído. Assim os nutrientes da terra terão mais facilidade para chegar às plantas de forma mais rápida, direta e eficiente. Essa é a poda de limpeza e floração.

Conheça os tipos de poda

Além da poda de limpeza, há vários outros tipos de poda, cada um a seu tempo. Quando o paisagismo é composto por várias espécies de árvores e arbustos, o ideal é aplicar podas diferentes às espécies, criando volumes que preenchem o ambiente.

  • Poda de rejuvenescimento – Todos os galhos, hastes, folhas, flores ou mesmo plantas inteiras mortas e secas, devem ser retirados. É preciso abrir espaço para os novos brotos e mudas que estão a caminho.

Identifique a gema da planta (aquela parte verde onde ficam as novas brotações) e faça um corte diagonal logo acima dela, cm uma tesoura de poda.

Para ajudar na cicatrização passe uma mistura de canela com pasta de dente, em partes iguais, e aplique na parte podada.

  • Poda de aparo – Ela deve ser feita em cortes de 5 cm a 10 cm, no máximo. Esse tipo de poda ajuda os galhos laterais a crescerem fortes e sadios. Por que interrompe o crescimento vertical, incentivando o lateral.
  • Poda de recorte – Aquelas plantinhas que crescem aos pés de outras também precisam ser eliminadas. O solo fértil, aliado ao sol e à irrigação, faz com que outras espécies nasçam no local. No entanto, elas não são saudáveis para a planta principal, porque roubam nutrientes e acabam enfraquecendo os arbustos.
  • Poda de formação – Deve ser feita durante os primeiros 5 anos da planta. A ideia é dar estrutura para que a sua planta cresça corretamente.

Muitas espécies, principalmente as trepadeiras, precisam de um tutoramento para crescer e a poda ajuda bastante nesse processo, fazendo com que sejam direcionadas de forma mais assertiva a fixadores.

  • Topiaria – Criada na França, a topiaria era uma forma de mostrar o poder do homem sobre a natureza.

Em pequenas árvores e arbustos, dão formas geométricas específicas às plantas, como círculos, quadrados etc. É muito utilizada em espécies como ficus, buxinho e pingo de ouro.

Essa poda não deve ser feita muito constantemente, é preciso que a planta respire um pouco antes de voltar a ser podada.

  • Poda de frutificação – Feita nas árvores frutíferas, é a remoção dos frutos que já estão na época de consumo. As flores devem sempre ser mantidas, já que são elas que garantirão a próxima safra.

Dicas para acertar na poda

Além dos tipos de poda, é preciso ficar atento a vários outros detalhes, como a melhor época para podar. De acordo com os especialistas, os meses que não têm “R” no nome são os melhores, por causa das temperaturas mais amenas.

Assim, maio, junho, julho e agosto são os ideais. Mas, como toda regra, também há exceção: as azaleias e camélias, por que é justamente nessa época que começam a florada.

Veja outras dicas para não errar na poda do jardim:

  • Não faça a poda com a mão. Assim a lesão é muito maior do que o necessário e do que feita com a ferramenta adequada.
  • Apesar de a poda de outono inverno ser a mais indicada, arbustos que formam cercas vivas precisam de poda mensal. Os mais comuns são a nandina (Nandina domestica), fotínia (Photinia), grinalda-de-noiva (Spiraea cantonensis), hibisco-da-síria (Hibiscus syriacus) e pitosporo (Pittosporum).
  • Galhos e partes doentes deve ser removidos não só da planta, mas também do local, para que não haja recontaminação ou contaminação de outras espécies.
  • Corte sempre onde há madeira viva. Na hora de retirar os ramos mortos, procure cortar onde a madeira ainda esteja viva para que ela possa se recuperar.
  • Os cortes devem ser sempre limpos e pequenos. Se o local que você vai podar exige que você corte uma grande parte da planta, o ideal é retirar por ramos para não danificar a espécie.

Com essas dicas você terá um jardim muito mais bonito durante todo o ano e vai valorizar o pergolado da sua área de lazer.

Não sabe ainda como incluir o pergolado no seu projeto? Venha conversar com os artesãos da Cobrire, conhecer alguns modelos e inspire-se para criar a sua área lazer!

Nós ligamos para você!

Precisa de ajuda?
WHATSAPP