Designers se voltam à madeira para uso em interiores por sua beleza natural e versatilidade.

Poucos materiais competem com a madeira quando se considera a versatilidade nos uso para construções externas.

De móveis e decoração a construções e isolamento acústico.

Ela é conhecida por seu apelo estético atemporal, mas os usos da madeira não permanecem estáticos.

De designers a adeptos do Do It Yourself (faça você mesmo, em tradução literal), o mercado vem redescobrindo e reinterpretando usos de madeira com inovação e criatividade.

“Designers se voltam à madeira para uso em interiores por sua beleza natural e versatilidade”.

Afirma o designer de interiores Brian Patrick Flynn.

Madeira de todos os tipos - Pergolados, mesas e deck

O multi-uso do material torna possível adapta-lo a qualquer estilo de decoração.

E apesar das diferenças entre os diversos tipos de design e decoração, o resultado da incorporação proporciona aconchego e chame aos espaços.

A variação de cores e texturas do material tornam o ambiente mais interessante.

Enquanto as imperfeições naturais na forma e superfície garantem caráter único e artesanal às peças trabalhadas.

“A adição de um material aconchegante e familiar acentua a decoração de espaços modernos.

Acabamentos interiores com madeira acrescentam o toque rústico perfeito a uma casa contemporânea” Diz Flynn

Além da cor, o padrão do grão de cada espécie complementa e acentua a variedade de estilos de projetos.

por exemplo, a consistência linear e suave do grão do abeto complementa uma decoração em estilo contemporâneo com sua simetria e linhas minimalistas.

Já as de grãos mais evidentes, como o pinus, tendem a uma estética mais rústica e tradicional.

Com versatilidade no uso, uma das maiores vantagens do uso é aliar o alto valor estático à sustentabilidade.

Para isso, projetos que reutilizam madeira de demolição trazem nova vida a materiais antigos, seja utilizando em seu estado original para estilos rústicos ou tratada para contemporâneo.