fbpx

8 dicas para manter seu pergolado sempre florido

pergolado florido

Difícil manter o pergolado sempre florido? Que nada: veja essas 8 dicas que separamos para você e deixe sua casa mais bonita o ano inteiro!

Está pensando em fazer um pergolado em casa, mas tem medo de não dar certo? E se ao longo do tempo as plantas acabarem ficando feias e sem vida, terá sido um investimento jogado fora? Claro que não, afinal há várias outras funções que um pergolado pode desempenhar – inclusive com outros tipos de cobertura.

Mas é verdade que há alguns truques para manter as flores sempre bonitas e valorizar ainda mais esse tipo de jardim suspenso. Veja agora 8 dicas para manter seu pergolado sempre florido e deixar sua casa ainda mais bonita!

 

Pergolados, um refúgio de paz feito de flores

Você sabia que a cobertura total do pergolado depende muito das espécies escolhidas? As que crescem mais depressa podem cobrir tudo em até 1 ano. Já as mais demoradas, levam de 2 a 3 anos, dependendo do tamanho da estrutura, claro. Por isso, preste bastante atenção nessa e em outras dicas para ter o pergolado dos seus sonhos!

 

1 – Cuidado ao fazer a plantação inicial

Para um total desenvolvimento das plantas, elas devem ser plantadas diretamente no solo. Em vasos elas têm seu crescimento limitado, já que o tamanho dos vasos restringe a expansão da raiz.

 

2 – Qual será a função do pergolado?

Para escolher as espécies mais adequadas, é preciso levar em conta a função do pergolado. Ele será um cantinho de descanso, a ideia é apenas fazer uma ornamentação no jardim ou vai compor um corredor na área externa?

Por exemplo, se o local for de passagem, evite espécies com ramos pendentes, que podem ser arrebentados e deixar a planta feia. Evite também as que tiverem espinhos, que machucam.

 

3 – Atenção às podas

Há três tipos de podas, que fazem toda a diferença na floração no pergolado. Durante o período de crescimento, há a poda de formação, que vai incentivar o crescimento dos galhos, direcionando para os lugares certos.

Depois há a poda de limpeza, para a retirada de galhos e folhas secas e, então a poda de floração. Essa última é feita para controlar o volume, fazendo com que as flores surjam no tamanho da planta desejado.

 

4 – Cuidados com o solo e a rega

Dependendo da época do ano e da região em que você mora, a rega pode variar bastante. No entanto, de uma forma geral, o solo do pergolado deve ter o substrato sempre úmido.

Para isso, faça uma rega regular sempre pela manhãzinha ou ao entardecer. Não regue com o sol a pino para não queimar as flores e folhas.

 

5 – Como escolher a melhor espécie

Saber escolher a espécie certa é fundamental. Algumas trepadeiras se mantém floridas praticamente o ano inteiro.

Entre as mais bonitas e populares estão a sete-léguas (Podranea ricasoliana), a Atumbérgia-azul (Thunbergia grandiflora), a jasmim-dos-poetas (Jaminum polyanthum) e a primavera (Bougainvillea glabra), que é bastante eclética.

Mas e se ao invés de flores você optar por espécies frutíferas? Esse também pode ser um ótimo diferencial para o seu jardim. Algumas espécies ficam ótimas em pergolados, como o maracujá, a uva e o kiwi.

 

6 – Algumas plantas devem ser evitadas

Apesar de bonitas, algumas espécies são muito agressivas, não dão o fechamento necessário ao pergolado e ainda podem estragar a estrutura, como a unha de gato (Uncaria tomentosa).

Já a alamanda-roxa (Allamanda blanchetti) e a alamanda-amarela (Allamanda cathartica) são lindas, mas são tóxicas. Se ingeridas acidentalmente podem causar problemas cardíacos e digestivos.

 

7 – Ajude a planta a se fixar no pergolado

A maioria das trepadeiras precisa de ajuda para se fixar da forma certa a pergolado. O sapatinho-de-judia (Thunbergia mysorienses), por exemplo, é uma espécie linda, amarela e vermelha, em forma pendente. Mas precisa de um fio de nylon para seguir e alcançar o topo.

Da mesma forma, o jasmim-estrela (Jasminum nitidum) precisa de amarrilhos para alcançar o topo. Já a madressilva (Lonicera japonica) não precisa de nada. Basta plantar e ela sobe naturalmente, sem esforço.

 

8 – Conheça as flores que gostam de frio

Algumas flores se dão especialmente bem no frio e podem ser uma ótima opção para os pergolados em algumas regiões. É o caso da púrpura glicínia (Wisteria sp) , por exemplo, que tem uma inflorescência azul-violeta. Ela prefere regiões de frio intenso, como o sul do país, onde chega até a produzir até frutos.

Outra que é perene e adora um friozinho é a amor-agarradinho (Antigonon leptopus). Delicada, com flores rosa, ela gosta de sol pleno, solo rico em matéria orgânica e adubo periódico. Em resposta ela dará uma floração intensa durante todo o ano.

 

Agora que você já sabe como manter seu pergolado sempre florido, só falta escolher o modelo. Confira as novidades da Cobrire e peça um orçamento sem compromisso!

Nós ligamos para você!

Precisa de ajuda?
WHATSAPP